Minha Casa Minha Vida para municípios com menos de 50 mil habitantes

A presidente Dilma Roussef anunciou ontem que vai ampliar o Minha Casa Minha Vida, o Programa Habitacional do Governo Federal. Na reunião que prometia a transferência de R$ 3 bilhões para os municípios brasileiros investirem na saúde e educação, a presidente afirmou que não vai mais tolerar que haja seleção dos municípios participantes. O programa até então somente contemplava municípios com população superior ao número.

minha-casa-minha-vida

Apesar do anúncio de verba para os municípios e de ampliar o programa Minha Casa Minha Vida, a presidenta Dilma terminou o discurso sob vaias dos prefeitos presentes. Ainda não foi divulgado como o programa vai atuar nesses casos, nem os valores limites do imóvel e da renda para aquisição. Resta aguardar um novo anúncio para termos mais informações desta atualização do programa habitacional.

Categorias: Financiamento CAIXA | 3 Comentários

Simulação de Financiamento CAIXA da Casa Própria

De acordo com um levantamento realizado no país, mais de 5 milhões de famílias vivem em casas alugadas ou cedidas. A grande maioria delas não tem condições de comprar um imóvel e por isso os programas habitacionais da CAIXA tem tanta importância. A CAIXA Habitação é a forma de financiamento imobiliário mais procurada no país. Isso porque garante as melhores taxas de juros e condições do mercado.

Uma outra vantagem que a CAIXA oferece é a facilidade na adesão ao programa Minha Casa Minha Vida, o qual explicamos com detalhes seu funcionamento. O programa já entregou mais de 934 mil imóveis até o ano passado, valor que corresponde a 48% do total de unidades contratadas através do programa. O governo quer entregar mais 2 milhões de casas até 2014.

Com tantos benefícios o programa é a melhor alternativa para famílias de baixa renda (até R$ 1.600) que pretendem adquirir um imóvel. As pessoas interessadas em participar do Minha Casa Minha Vida, devem se inscrever nas prefeituras dos municípios participantes de forma gratuita. Preenchendo todos os requisitos do programa, as famílias poderão conseguir subsídios e bons descontos na hora de comprar a casa própria.

Financiamentos Caixa Habitação - Simulador CAIXA

Financiamentos CAIXA Habitação

Além do programa a Caixa oferece outras modalidades de financiamento de imóveis. Se seu grupo familiar tiver uma renda entre R$ 1.600 e R$ 5.000, você está apto a participar de uma das formas de financiamento imobiliário da Caixa.

Para verificar em qual tipo de financiamento você irá encaixar, a CAIXA disponibiliza um simulador que você pode acessar através deste link. Preenchendo as informações contidas no formulário do Simulador Caixa, você obtém todas as informações necessárias sobre seu financiamento. Caso tenha alguma dúvida sobre o preenchimento das informações, confira as dicas que damos no artigo Simulador Caixa.

CAIXA Habitação na Zona Rural

A CAIXA ainda oferece opção de financiamento para imóveis rurais. Para os agricultores e seus familiares com renda anual de até R$ 15.000, a CAIXA oferece subsídios, com valores que podem chegar até R$ 25.000 para construção e R$ 15.000 para reforma de imóveis. Para isso, os interessados devem se reunir em grupos com 4 a 50 famílias e apresentar as propostas em uma agência da CAIXA.

CAIXA Financiamento Rural - Simulador Caixa

As famílias com renda entre R$ 15.000 e R$ 60.000 anuais e tem participação no Programa Nacional de Agricultura Familiar (PRONAF), também conseguem obter financiamentos junto a CAIXA. Nesse modelo os pagamentos são semestrais, sendo que o primeiro vencimento de parcela é depois 6 meses da assinatura do contrato.

No caso dos financiamentos rurais a Caixa oferece prazos de pagamentos de até 17 anos para valores abaixo de R$ 30.000. Acima deste valor, os proprietários tem até 20 anos para quitar o financiamento da Caixa.

Categorias: Financiamento CAIXA | 1 Comentário

FIES – Financiamento Estudantil da CAIXA

A CAIXA disponibiliza um benefício pra você que sonha cursar uma faculdade mas infelizmente não tem condições de fazer. Com o FIES – Financiamento Estudantil da CAIXA - as pessoas que não tem condições financeiras de ingressar em faculdades e universidades particulares, encontram uma opção para conquistarem bacharelados, licenciaturas e cursos tecnológicos oferecidos pelas instituições.

O programa pertence ao Ministério da Educação (MEC) e concede financiamentos aos estudantes que estão matriculados de forma regular em qualquer curso superior presencial que tenha uma avaliação positiva da entidade.

Quem pode se inscrever no FIES da Caixa?

Para se inscrever no FIES é muito simples, mas primeiro o estudante precisa preencher alguns pré-requisitos para entrar no programa. Fizemos uma lista abaixo das coisas que não são permitidas caso você queira se cadastrar no FIES.

Financiamento Estudantil CAIXA - Simulador Caixa

  1. Matrícula trancada para todas as disciplinas no momento da inscrição;
  2. Ter recebido o benefício do FIES anteriormente;
  3. Estar inadimplente com o Programa de Crédito Educativo (PCE/CREDUC);
  4. Ter um percentual de comprometimento da renda familiar mensal bruta per capita inferior a 20%;
  5. Possuir renda familiar bruta superior a vinte salários mínimos.

Atendendo a estes pré-requisitos você está apto a dar início ao processo de inscrição no FIES. Desde que o seu curso tenha uma nota maior ou igual à três no Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (SINAES), você pode requerer o benefício e financiar os seus estudos. Para todos os cursos o CAIXA aplica uma taxa de juros anual de 3,4%.

Simulador Caixa do FIES

A CAIXA disponibiliza em sua página um simulador que possibilita aos estudantes interessados no financiamento, conhecer as condições bem como prever o valor da mensalidade a ser pago para quitar o Financiamento Estudantil. Para fazer uma simulação do FIES, você precisa acessar este site e preencher corretamente todas as informações.

De acordo com as informações cadastradas nos campos do formulário os valores apresentados podem sofrer alterações. O valor da mensalidade considerado já deve estar com todas as possíveis deduções e descontos oferecidos pela instituição. No caso de bolsa de estudos o valor não deverá ser deduzido.

Ao final da simulação do financiamento estudantil você deverá ter o valor total aproximado, caso opte pela adesão do FIES. Continue ligado em nossa página para maiores informações sobre o FIES e outros Financiamentos CAIXA.

Categorias: FIES | Comente

Como financiar seu terreno na Caixa

Como já falamos aqui em nossa página, o sonho de todo o brasileiro é conquistar a casa própria. Infelizmente muitas vezes esse desejo não se enquadra na realidade da grande maioria dos brasileiros.

Apesar dos programas do Governo Federal que visam ajudar as pessoas a estarem comprando o primeiro imóvel, em alguns casos o a falta de subsídio, como o caso dos imóveis usados, ou ainda o baixo valor subsidiado pelo governo no financiamento, ainda são obstáculos que as pessoas encontram na hora de fechar um financiamento na Caixa.

Financiamento de Terrenos pode ser a sua opção

Com preços mais acessíveis, os terrenos podem ser uma boa opção para quem deseja realizar o sonho da casa própria. Hoje em dia, imóveis novos e usados estão com preços cada vez mais altos por causa do superaquecimento do mercado imobiliário, além disso, tentar adquirir um imóvel usado pode depender de várias reformas, até que ele fique do jeito que você e sua família sempre sonharam.

Um financiamento de terreno pode ser a melhor opção quando se quer ter um imóvel bem planejado, de acordo com as necessidades de sua família, sem precisar se preocupar com reformas e problemas de manutenção no imóvel. Imagine se a construção atual não permitir você construir mais um quarto para um novo filho ou filha, ou ainda se você não puder ter a suíte que você sempre quis.

financiamentos-caixa

Mas muito cuidado! Apesar de você ter a arquitetura do imóvel projetada como você e sua família sempre sonharam, adquirir um terreno e iniciar uma construção exige esforços e dedicação a altura do imóvel que será construído. Dessa forma, você não corre risco de a obra extrapolar os custos previstos, muito menos de ela acabar ficando pela metade. Uma boa opção para controlar os custos da obra, é optar pelo Financiamento Construcard Caixa, um financiamento para materiais de contrução.

Como usar o Simulador Caixa para Terrenos

Para utilizar a ferramenta Simulador Caixa para realizar a simulação do financiamento de seu terreno é muito simples. Basta acessar o site da Caixa ou se preferir, acessar o simulador incorporado em nossa página clicando aqui. Os passos para realizar a simulação do financiamento do terreno é muito parecida com os passos para simular o financiamento de seu imóvel. A diferença é que na categoria do imóvel você irá escolher a opção Aquisição de Terreno para que os valores sejam calculados de acordo com o objeto que será financiado.

Além da categoria você precisará de preencher o estado e cidade do terreno e as demais informações referentes ao financiamento, como por exemplo, o valor do terreno, a sua renda familiar, se já possui mais de 3 anos de trabalho sob o regime do FGTS e data de nascimento da pessoa de maior idade do grupo familiar. A caixa financia terrenos e imóveis por até 360 meses e o valor das parcelas não podem ultrapassar mais que 30% do total da renda bruta familiar.

Uma dica extremamente válida é tentar colocar como participantes do grupo familiar o maior número de pessoas possíveis. Dessa forma você terá uma renda familiar mais alta, podendo conseguir um maior valor de financiamento e consequentemente um valor de entrada menor. Mas cuidado com a idade dos participantes, a caixa tem uma idade máxima permitida para financiamentos.

Depois de preencher todas as informações basta realizar a simulação do financiamento de seu terreno e conferir todas as opções de financiamento disponíveis. A Caixa disponibiliza uma conteúdo detalhado a respeito de cada uma das opções como, valor de cada uma das parcelas, taxas de juros e prazos do financiamento. Você pode imprimir a simulação e levar até uma das agências Caixa para obter mais detalhes sobre o financiamento antes de decidir como comprar seu imóvel.

Categorias: Financiamento CAIXA | 6 Comentários

Como utilizar FGTS para moradia

Toda pessoa que trabalha sob o regime do FGTS pode utilizar o seu saldo para aquisição/reforma de imóveis. O problema é que muita gente ainda não sabe como fazer para utilizar o seu saldo de FGTS para abater o saldo devedor de seu financiamento imobiliário.

O benefício extremamente importante criado para auxiliar a liquidez de seu financiamento feito com a ajuda do Simulador Caixa. As pessoas também podem utilizar o seu saldo de FGTS para aquisição de terrenos e construções.

Antes de qualquer coisa, a pessoa precisa ter trabalhado sob o regime do FGTS por pelo menos 3 anos, considerando todos os períodos de trabalho. Além do tempo de trabalho, outros pré requisitos precisam ser atendidos antes da utilização do FTGS para habitação. Veja algumas das exigências que devem ser atendidas:

simulador caixa fgts

  • Não ser promitente, comprador ou proprietário de imóvel residencial financiado pelo SFH, em qualquer parte do território nacional;
  • Não ser promitente, comprador ou proprietário de imóvel residencial concluído ou em construção no município onde reside ou no município onde exerce a sua ocupação profissional, municípios limítrofes e região metropolitana;
  • Somente proprietário que possua fração inferior a 40% de imóvel quitado ou financiado, concluído ou em construção,  pode utiliza o FGTS para aquisição de novo imóvel;
  • O valor do imóvel adquirido no financiamento que deseja utilizar o FGTS não pode ultrapassar R$ 500 mil;

Municípios limítrofes são as regiões vizinhas a cidade que mora. Ex.: São Paulo x Guarulhos, Belo Horizonte x Contagem.

Ainda existem outras regras para a adesão do benefício da utilização do saldo FGTS para moradia. Você poderá conferir essas e outras regras diretamente no site da Caixa, ou ainda no site oficial do FGTS. Assim você poderá esclarecer todas as suas dúvidas na hora de usar o Fundo de Garantia.

Categorias: FGTS | Comente

← Artigos Antigos